Sexta-feira, 27 de Agosto de 2010

Acreditam que não houve um único dia destas mini-férias na aldeia em que eu não fosse para a cama cheia de dores de cabeça? Pois é, aquela parte da minha família fala toda muito alto. Parece que estão sempre a discutir, mas não é, é mesmo assim que eles falam normalmente, principalmente porque também ouvem todos um bocado mal. É de família...

 

Descobri que a minha priminha, que eu só vejo uma vez por ano nas férias do verão, cresceu. Eu lembro-me de andar com ela ao colo, de lhe dar a papa na sala quando ela só comia quando era eu a dar, de brincar aos cabeleireiros com ela e de não perceber 90% do que ela dizia porque ainda não sabia pronunciar as palavras e ainda utilizava a linguagem própria dos bebés e criancinhas pequenas. Agora ela já tem 6 anos, já se percebe na perfeição tudo o que ela diz, já come à mesa sem fazer birra, já rouba a maquilhagem da mãe para se pintar (e tem jeito o raio da miúda!), já quer brincar aos professores e anda a aprender a ler e escrever. Mas há coisas que nunca mudam: ainda acha que o mundo gira todo à volta dela, continua a ser mandona como sempre foi e eu continuo a ceder a todos os seus pedidos quando ela me olha com aqueles olhinhos azuis e o seu sorrisinho muito querido (e já desdentado). Apesar de tudo, ainda consigo pegar nela e ela ainda se senta ao meu colo. Escusado dizer que ficava babada com ela de cada vez que ela vinha ter comigo para brincar, quando me pedia para a ensinar a escrever coisas e quando nos deitavamos na cama a fazer desenhos. Ela consegue ser super chata quando quer, mas apesar disso não lhe resisto...

 

Como andei a maior parte do tempo ocupada com a minha prima, que não me largava os calcanhares, não escrevi tanto como queria, mas o tempo livre que a Jessica me concedia deu para escrever um capítulo praticamente completo. Já estou a passar para o pc e claro, a mudar tudo o que escrevi à mão, como sempre... Sou mais produtiva quando escrevo à mão, mas depois quando passo para o pc, modifico sempre mais de metade do texto.

 

Estes dias também serviram para matar saudades dos canitos das minhas primas. O Benji (acho que é um Bichon Frisé, mas não tenho a certeza) e o Deco (um Husky enorme com uns olhos azuis lindos de morrer) são as coisinhas mais fofas do mundo e quando eu vou para a aldeia andam sempre atrás de mim porque sabem que estou sempre a dar-lhes miminhos e a fazer festinhas. Quem me conhece sabe que eu tenho uma panca mesmo grande por cães e para mim qualquer cão é um "cãozinho". Até pode ser um rottweiler enorme com ar de quem é capaz de comer uma pessoa, mas se passar por mim na rua comento sempre "Olha um cãozinho!", sorrio com ar estúpido e morro de vontade de o encher de mimo.

Mas bom, o Benji é preto e já está a ficar velhote, já ouve mal. É a coisinha mais querida que eu já vi. Gosta de se deitar no meu colo ou ao meu lado no sofá com a cabeça na minha perna e quando não está comigo anda sempre atrás da dona para todo o lado.

O Deco (sim, o nome vem do jogador de futebol) também é muito fofo. Adora roçar-se todo nas minhas pernas para me deixar as calças brancas com o pêlo que larga, mas eu não me importo. Quando lhe estou a fazer festas ele cola-se a mim e levanta a cabeça, como se estivesse a pedir mais. Gosta de se deitar aos meus pés (às vezes mesmo em cima dos meus pés) mas só à noite, quando já está cansado, porque durante o dia não pára quieto um minuto. Veio para a família ainda pequenino e ainda me lembro dele bebezinho, quando ainda conseguia pegar nele ao colo.


 

 

Tive umas conversas interessantes com o meu primo por afinidade. Ele é polícia e às vezes conta cada história que nem lembra ao diabo... Ele é muito fixe, damo-nos bem. Lembro-me que quando ele começou a namorar com a minha prima eu tinha um fraquinho por ele... xD Engraçado, foi a primeira vez que admiti isto... Mas pronto, também não passou disso e durou pouco tempo.

Se calhar ainda vou voltar a vê-lo no domingo. Ele disse que tinha que ir a Chaves e como eu vou estar lá, ele é capaz de ir jantar à Telepizza (estou aqui a fazer publicidade, devia ser paga!) para o Alexandre lhe oferecer uma pizza. xD Mas não sei se a essa hora ainda vai estar em Chaves ou se já vai estar a caminho do cu de judas outra vez. Oh well, com o Duarte é sempre uma risota, onde quer que seja.

 

Fora isto, não se passou nada de muito interessante. É uma aldeia só com pessoas velhas e emigrantes, não há muito que se possa passar.

 

 

Hoje quando voltei, passei pela Fnac só porque sim e comprei o Twilight versão inglesa. Estive indecisa entre esse e o Immortal de P.C. Cast, mas como ando a pedir aos anos aos meus pais que me ofereçam o Twilight e eles nunca se chegaram à frente, acabei por levar esse. Já ouvi críticas boas e críticas más, mas eu não posso criticar porque nunca li. Aproveitei que tinham lá a versão de bolso inglesa e comprei. Ando a precisar de ler em inglês, estou mesmo enferrujada!

 

E é tudo por hoje.

 

 

Já tenho saudades dos cães... xD



By Moon às 01:40 | link do post | comentar | favorito

Sobre mim
Posts recentes

Post #200

Pensamentos...

Happy Birthday Michael

Twilight

Post #196

Férias

Quando for grande...

Indo eu, indo eu...

*facepalm*

Chuvaaa!!

arquivos

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Links
blogs SAPO